BIMCO lança nova orientação para os marítimos na prevenção de acidentes em barcos salva-vidas.

Os acidentes com embarcações de salvamento que resultam em mortes e lesões graves são muito frequentes, apesar dos esforços nos últimos anos para os reduzir. A maioria dos acidentes ocorrem em embarcações usando gruas convencionais e sistemas de libertação acima da água, com a tripulação a bordo. No entanto, recentemente outras partes dos sistemas de suspensão e elevação foram identificadas como pontos de falha também, particularmente os cabos da grua, em embarcações salva-vidas de maior dimensão.

A Organização Marítima Internacional (OMI) recomenda o uso de FPDs (sistemas segurança que previnem a libertação não intencional da embarcação) porque muitos acidentes recentes de embarcações salva-vidas e barcos de salvamento resultaram em mortes e ferimentos para os marítimos. Isso constitui um risco inaceitável e o uso de FPDs é uma medida provisória para reduzir esse risco, enquanto novos sistemas seguros aprovados pela OMI são desenvolvidos. No entanto, esse processo levará alguns anos e, portanto, a utilização dos FPDs é recomendada até a aprovação de novos sistemas.

A nova orientação foi produzida num folheto ilustrado prático intitulado: “Evite acidentes em barcos salva-vidas”, que pode ser transferido gratuitamente do site da BIMCO.

Aron Sorensen, chefe de tecnologia e regulamentação marítima da BIMCO, afirmou:

  • Temos visto muitos acidentes com embarcações salva-vidas resultando em mortos e feridos. Este folheto fornece ao comandante e à tripulação orientação sólida baseada na experiência sobre o uso de dispositivos anti-queda (FPDs) durante as operações do barco salva-vidas. Esperamos sinceramente que este panfleto possa ajudar a reduzir e evitar tais trágicos acidentes no futuro.

O folheto “Evitar acidentes em embarcações salva-vidas” fornece orientações claras sobre como prevenir acidentes com embarcações salva-vidas e barcos de salvamento equipados com sistemas de libertação em carga. Aconselha se as precauções adicionais na forma de FPDs são apropriadas e, em caso afirmativo, quando e como as seguir de forma segura e eficaz ao largar e recuperar a embarcação. Outros dispositivos decom possibilidades de falhar e novos sistemas inovadores de gancho também são estudados.